'Já lutei contra homem e ganhei'

23 15UTC am12201800312018 15UTC 2018

Dona de 95 medalhas, conquistadas ao longo de sete anos, a campeã de queda de braço Kelly Cordeiro, de Piedade (SP), coleciona disputas e vitórias, e não se intimida quando o assunto é desafio.

Aos 21 anos, a lutadora conta que nunca sofreu preconceito, mas que gostaria de conseguir sobreviver do esporte, sua paixão desde os 14 anos. Em entrevista ao G1, a jovem disse que a maior influência para se inserir neste universo veio da família, principalmente o pai.

"O preconceito para uma mulher que pratica luta de braço é fora da mesa, fora desse meio, por ser um esporte muito masculinizado. Já lutei contra homem. Às vezes se for um cara do mesmo porte físico, do mesmo peso eu já cheguei a ganhar. Lutei e luto, tranquilo."

0 Comentários

Adicione um comentário

Aplicativos


 Locutor no Ar

Dj. Jefferson

Piloto Automático

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes